Sugestoes

Nao deixe de ler: Por cada 100 casamento, ha 70 divorcios &&&&& Epistolaonline deseja a todos Feliz Natal &&&&& Nao temas, estou contigo &&&&&

Thursday, November 27, 2014

Portela - Chã das Caldeiras

Este video pertence a Green Studio

Erupção vulcânica: “Estamos numa situação de catástrofe e as coisas poderão piorar nos próximos momentos” - PM

São Filipe, 27 Nov (Inforpress) – O primeiro-ministro afirmou hoje que a erupção vulcânica na ilha do Fogo já atingiu o grau de catástrofe e que vai reunir-se esta sexta-feira com a representante das Nações Unidas e todo o corpo diplomático e agências de cooperação.
Segundo José Maria Neves, pretende-se com este encontro internacional discutir novos apoios para a população da ilha do Fogo, estando já decidido que as câmaras municipais vão abrir contas bancárias para recolha de ajudas no país e provenientes da diáspora.
O chefe do Governo fez essas considerações em declarações à imprensa à saída do encontro que manteve esta quinta-feira com os edis do Fogo e que envolveu também o Gabinete de Crise criado pelo Governo, tendo sublinhado que o trabalho desenvolvido pelas câmaras municipais  desde o primeiro momento.
“Vamos elaborar um plano de médio e longo prazo, porque praticamente vai haver uma destruição de Chã das Caldeiras”, indicou o primeiro-ministro, para quem a equipa técnica que vai chegar ainda hoje à ilha do Fogo vai medir a intensidade do ar e inteirar-se da influência dos gases para se saber as medidas a serem tomadas em relação aos gases que estão a ser emitidos.
Por isso alerta para a necessidade de se monitorar cientificamente o vulcão para se estabelecer diariamente os cenários, já que “na quarta-feira durante o dia houve uma diminuição de actividade sísmica e da emissão de lavas e à noite verificou-se um recrudescimento da situação".
José Maria neves ressalvou que vão continuar no terreno a mobilizar apoios e garantir a continuidade da ajuda que está a chegar à ilha do Fogo,num trabalho de parceria com a Protecção Civil, a Cruz Vermelha e outras agências, para que as pessoas sejam protegidas e não haja quaisquer danos humanos.
“A evacuação foi muito bem sucedida. Até este momento não há nenhum dano. Há gentes da Protecção Civil, da Polícia Nacional, agentes das Forças Armadas a trabalhar dia e noite para proteger as pessoas e não haver qualquer tipo de problema”, afiança.
O chefe do Governo lançou um repto a todos que queiram ajudar a ilha do Fogo, abalado pela catástrofe provocada pela erupção vulcânica iniciada no domingo, 23, para se articularem e coordenarem com as câmaras municipais do Fogo.
Disse que de momento a prioridade passa por garantir alojamento e alimentação, e que todas as condições vão ser criadas para que as pessoas vivam em melhores condições nos três centros de acolhimento em Mosteiros, Achada Furna e Monte Grande, lembrando que “há muitas crianças”, razão por que entende ser urgente "reforçar a dieta alimentar" e garantir que continuem nas escolas e nos jardins.
José Maria Neves promete também criar condições para que estas crianças possam ter uma uma vida com mais dignidade, o que propõe também para os idosos e outras pessoas abrangidas pela tragédia.
“O trabalho vai continuar no terreno” , enfatizou o primeiro-ministro.
SR
Inforpress/Fim

Boca gigante abre no vulcão durante esta madrugada

A situaçao em Chã das Caldeiras piorou

Lamentamos informar que, infelizmente, a situaçao piorou de ontem para hoje. 15 habitaçoes ja foram engolidas pelas lavas. A foto mostra o que poderá suceder nos proximos dias, se nao houver uma inversao dos acontecimentos. Deus no seu trono está.

Dr. Jose Maria Neves faz o ponto de situaçao

Tuesday, November 25, 2014

80.000 mascaras enviadas ao Fogo

A Ministra da Administração Interna, Dra. Marisa Morais, disse hoje, 25, que um barco que sai para o Fogo esta tarde levará a bordo um pacote com 80.000 mascaras. Esta decisão se deve ao apelo de médicos especialistas que têm aconselhado o uso de mascaras a fim de evitar a inalaçao de gazes nocivos à saúde.
Em meio a esta tragedia, surgiu hoje uma boa notícia: as lavas diminuíram consideravelmente de velocidade. Deus no seu trono está.

Cinza e areia ja chegaram a Brava

Ja se regista a queda de areia vulcanica e cinzas na ilha Brava, muito semelhante ao que aconteceu em 1951. A populaçao está calma e a seguir com muita atençao o desenrrolar da situaçao. Infelizmente, a situaçao tende a piorar. Deus no seu trono está.

Erupção Vulcânica: Governo cria gabinete de crise para mobilizar todos os recursos disponíveis


O Governo decidiu criar um gabinete de crise a funcionar a partir desta terça-feira na dependência directa do primeiro-ministro e dirigido pelo general Antero Matos, para fazer um plano de acção imediata sobre a erupção vulcânica do Fogo.
Este gabinete terá como integrantes vários directores-gerais de quase todos os departamentos do Estado, da Policia Nacional e da Agência Nacional de Aviação Civil, com o propósito de apoiar as pessoas, garantir a alimentação, o abastecimento de água e energia, as condições de saneamento e assistência médica e medicamentosa. A decisão saiu do Conselho de Ministro Extraordinário, realizado na noite de hoje, que reuniu os governantes para analisar a situação resultante da erupção vulcânica na ilha do Fogo e perspectivar o futuro.
Um Plano B fica condicionado à possibilidade da reconstrução de uma nova vila, caso toda Chã das Caldeiras seja destruída, mas o Chefe do Governo admite tomar medidas extraordinárias para converter os recursos necessários para fazer face à esta calamidade.
Para o efeito, disse que poderá recorrer a instituições como o Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional, Banco Africano de Desenvolvimento, Banco Árabe de Desenvolvimento Económico de África e fundos relacionados com catástrofe ou com as mudanças climáticas.
O primeiro-ministro garante que, relativamente à situação de emergência, a transferência já foi concluída, e que o sistema de protecção civil “funcionou muito bem”, de tal modo que as pessoas já estão alojadas e com assistência em termos de alimentação, água, saúde a assistência psicológica.
O Governo, anunciou, José Maria Neves, vai reforçar algumas vertentes de actuação, que passa por novos meios de comunicação como telefones satélites e outros equipamentos para evitar qualquer isolamento de Chã das Caldeiras ou da ilha do Fogo, assim como meios de transportes como barcos na região ou mesmo helicópteros para acudir qualquer situação de emergência.
Anunciou ainda que a Protecção Civil vai ter reforços em termos de materiais como máscaras e óculos, tendo em conta os gases e a protecção das pessoas, enquanto garante a chegada, a partir desta terça-feira, de especialistas provenientes das Ilhas Canárias, Espanha, Estados Unidos da América e Portugal para, juntamente com os técnicos nacionais, fazerem o acompanhamento e o monitoramento das actividades vulcânicas.
Em relação às crianças, disse o primeiro-ministro, um pouco espalhadas pelas ilhas,  esforços estão sendo envidados para que possam ter acolhimento nas diferentes escolas da ilha, ressalvando mesmo que todas as medidas de apoio e protecção já foram tomadas.
Explicou que a ilha já conta com um destacamento da protecção civil, da Polícia Nacional e das Forças Armadas, no terreno, a trabalhar directamente com as câmaras municipais e com todo o sistema municipal da ilha, pelo que todas as primeiras actividades de socorros estão a ser desenvolvidas no terreno.
O Chefe do Governo confirmou que as lavas já consumiram o Parque natural de Chã das Caldeiras e que neste momento deslocam-se “a uma velocidade muito grande, 25 metros por hora” e que poderá provocar nos próximos dias estragos enormes em Chã ou mesmo na ilha do Fogo, dependendo da evolução da situação.
José Maria Neves avançou que se continuar a haver a emissão de gases, que já atingiram cerca de 10 a 11 quilómetros, poderá ter grandes consequências a nível da aviação civil, já que a Fil-oceânica do Sal faz a gestão de todo o espaço aéreo, pelo que a ASA está a fazer a gestão do tráfico, enquanto se aguarda pela evolução de situação.
Esta erupção vulcânica, iniciada por volta das 10:00 de domingo, 23, foi antecedida da de 02 de Abril de 1995, que prolongou-se por vários dias, naquele que foi um dos mais intensos episódios desta natureza no arquipélago.
Desta erupção de 1995 destacam-se o desaparecimento de uma aldeia e de importantes áreas agrícolas, a destruição de infra-estruturas e equipamentos.
Há registo de actividade vulcânica no Fogo desde 1500, tendo a erupção anterior a 1995 sucedido em 1951.

SR
Inforpress/Fim
Fonte: Fogonews

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...