Sugestoes

Nao deixe de ler: Por cada 100 casamento, ha 70 divorcios &&&&& Epistolaonline deseja a todos Feliz Natal &&&&& Nao temas, estou contigo &&&&&

Saturday, October 31, 2009

Rev. Austolino Levy Medina aos 18 anos


Reunião de pastores de Santiago



Os pastores da maior ilha do País estiveram reunidos hoje, 31, dia da reforma protestante, em Achada Santo António, para um tempo muito proveito com o pastor Renato Vargens.
Este homem, diga-se, grande homem de Deus, levou-nos por uma hora aproximadamente, a beber na fonte onde todos os pastores devem beber sempre – A Bíblia Sagrada.
O facilitador, Rev. Austolino Levy Medina, aproveitou o ensejo para marcar o próximo encontro que ficou combinado para o próximo dia 21 de Novembro, em São Domingos.
O tempo foi excelente.

Templo do Mindelo inaugurado


O templo da igreja do nazareno do Mindelo, um dos mais lindos de Cabo Verde, foi inaugurado há 54 anos, precisamente, no dia 1 de Novembro de 1955.


O projecto foi sonhado pelo Rev. Mosteller, aliás, terá sido ele um dos grandes plantadores de capelas em toda cidade de Mindelo.



Conseguimos arquivos com fotos e afirmações, segundo as quais, a igreja estava cheia como comprovada pelas fotos.


Com 54 anos de vida, muitos foram os que encontraram e ainda se encontram com Deus neste espaço tão querido, para além de sagrado.


Desejamos longa vida a este monumento histórico e santo de Cabo Verde.

Friday, October 30, 2009

Manelica


A bordo deste navio viajaram muitos dos nossos missionários. Este navio tem história.
Um dia desses mostramos o navio Boas Novas.

Thursday, October 29, 2009

Epidemia da Dengue em Cabo Verde



A notícia que temos não é boa. O nosso País está a ser assolado por duas epidemias: A gripe A e a dengue.

A população está tranquila, pelo menos aparentemente, desde que os primeiros casos apareceram na Praia. Muitas pessoas estão acamadas e, falando com algumas, ficamos a saber que esta praga (dengue) derruba a qualquer um.
A situação é muito séria.
Orem por Cabo Verde.

Site da Igreja do Nazareno nos Açores

Hoje apresentamos o site da nossa Igreja na Região Autónoma dos Açores, Portugal. Aqui está: http://www.igrejadonazarenoacores.weebly.com/

A igreja começou a dar os seus primeiros nessas ilhas em 1984. A igreja açoriana tem, à semelhança de tantas outras paragens, a marca crioula. Actualmente, dois pastores cabo-verdianos trabalham nas congregações açorianas. Rev. Daniel de Barros, um dos nossos capitães de águas profundas, depois da tropa na então Metrópole, regressou à ilha de São Vicente nos finais dos anos 60 para concluir os estudos teológicos no Seminário Nazareno de Cabo Verde. Tarrafal de Santiago foi seu primeiro campo. Foi lá que começou a espalhar o que desde a tenra idade apreendeu com o seu pai, nosso saudoso e sempre lembrado apostolo dos pés sangrentos – Rev. Luciano de Barros. Antes de seguir a sina de todos os cabo-verdianos e emigrar para os Açores, pastoreou em Ribeira Brava e Praia. Se o perguntarmos quem mais o terá influenciado na vida, a resposta dele seria: meu pai. Foi com ele, com este herói da fé que aprendeu a pregar, a chorar, a compartilhar, a amar e a servir a Deus e aos homens. Daniel de Barros é um homem de Deus.

A servir também nos Açores, está o nosso colega e patrício, Rev. Pedro  Lopes Lima. Ele faz parte da nova geração de pastores formados em Cabo Verde. Em 1988, saiu em direcção aos Mosteiros, depois à ilha do Maio. Os irmãos e amigos mais próximos dele sempre viram neste filho de Porto Novo um homem sereno e de carácter impoluto. Enquanto viveu em Cabo Verde, é dos pastores que mais ligações tinha com o exterior através de rádios internacionais, jornais e revistas. Ele é também um conhecido amigo dos livros. Quando perguntamos as pessoas se conhecem o pastor Pedro Lopes, respondem: “Oh, ele é um homem manso”.
A igreja açoriana, em reconhecimento ao excelente trabalho desses dois santos homens de Deus e suas respectivas esposas, homenageou-os no passado dia 18 de Outubro, com um culto especial, onde não faltaram palavras de gratidão e amor.
Mas é também verdadeira, e perfeitamente aplicável neste caso, o provérbio que diz: “atrás de um grande homem, há sempre uma grande mulher”. As pessoas que foram ovelhas deste casal dizem que D. Milú nunca esteve atrás do Sr. Daniel, sempre esteve ao lado. Da D. Lena, apenas dizemos: “Tal filha, tal mãe”.
Deus abençoe esses dedicados servos e a sua igreja nos Açores

NADA ACONTECE POR ACASO



Ontem ao sair do abençoado culto em Achada Santo António, onde foi pregador o Pastor Renato Vargens, disse ao irmão João Gomes que ele mandou buscar o Pastor Renato especificamente para mim.
Actos 27: 1-26, foi o livro que o pregador usou para que joelhos se dobrassem diante do Senhor, mesmo passando por tufões e estarmos perto, bem perto de Sirte.
Venho orando a Deus para que ele fale comigo, indicando-me a direcção, porque estava perdida no alto e bravo mar, sem estrelas e lua para me guiarem.
Enquanto o Pastor falava, eu me via no barco, no lugar de Paulo, vivendo exactamente a passagem, como que transportada do meu banco para o barco.
Estava vivendo uma situação em que a esperança tinha morrido, as cargas tinham sido deitadas ao mar e a única coisa que vislumbrava era Sirte e grandes e medonhas rochas aguardando de braços aberto que eu me espatifasse nele.
Nisso, chega uma grande calmaria. De repente, o barco muda de rumo e avisto Creta.
“… não temas; … e eis que Deus te deu todos quantos navegam contigo” Actos 27:24
Preciso de promessa maior, para acreditar que o meu barco chegará a bom porto?
EXISTE DEUS MAIOR DO QUE O MEU???????
Senhor! Salve o meu barco e todos quantos nele navegam e faça-nos atracar no porto seguro que é JESUS CRISTO, teu Filho Amado.

Edna Timas

Wednesday, October 28, 2009

Dr. Geraldo Nunes pondo o dedo na ferida (Clique aqui)


TEOLOGIA DA PROSPERIDADE - UMA FALÁCIA -
Por: Geraldo Nunes Filho

Foi desde a década de 40 que a Teologia da Prosperidade (TP) surgiu Mas na década de 70 foi que teve destaque esta teologia. Mas o que é a Teologia da Prosperidade? Segundo Maurício Mendonça é “um conjunto de princípios que afirmam que o cristão verdadeiro tem o direito de obter a felicidade integral, e de exigi-la, ainda durante a vida presente sobre a terra. Bastando para isso que tenha confiança incondicional em Jesus. “Seu desenvolvimento foi gradual desde a década de 1940. Vejamos:
Essek William Kenyon (Nova York, EUA, 1867). Ex-pastor das igrejas batista, metodista e pentecostal, influenciado por idéias de seitas cristãs/metafísicas, desenvolveu estudos que entre outras coisas tratava de: poder da mente, a inexistência das doenças e o poder do pensamento positivo.
Kenneth Hagin (Texas, EUA, 1918) - Discípulo de Kenyon. Sofreu várias enfermidades e pobreza na juventude; Aos 16 anos diz ter recebido uma revelação quando lia Mc 11.23,24, entendendo que tudo se pode obter de Deus, desde que confesse em voz alta, nunca duvidando da obtenção da resposta, mesmo que as evidências indiquem o contrário. Isso é a essência da "Confissão Positiva". Foi pastor da igreja batista; da Assembléia de Deus, em seguida passou por várias igrejas pentecostais, e, finalmente, fundou sua própria igreja, aos 30 anos, fundando o Instituto Bíblico Rhema. As idéias de Hagin que levaram ao estabelecimento da teologia da prosperidade podem ser divididas em três pontos principais:

PS: Para ler mais, favor clicar no título

Deus Sempre Responde à Oração?



Contrariamente à opinião popular, o cultivo de uma psicologia da crença acrítica não é um bem incondicional e se levado longe demais, pode tornar-se positivamente um mal: O mundo inteiro caiu estupidamente nas arapucas do diabo, e a arapuca mais mortal é a religiosa. O erro nunca parece tão inocente como quando se acha no santuário.

Um campo em que armadilhas aparentemente inofensivas mas de fato mortais, aparecem em grande profusão é o da oração. As doces noções sobre oração existentes são tantas que não caberiam num volumoso livro, todas elas erradas e sumamente prejudiciais às almas dos homens.
Penso agora numa dessas falsas noções que se acha muitas vezes em locais aprazíveis, em sorridente consórcio com outras noções de inquestionável ortodoxia. É a de que Deus sempre responde à oração.
Este erro aparece entre os santos como uma espécie de terapia filosófica para todos os fins, para impedir que algum cristão decepcionado sofra um choque forte demais quando se evidencia que as suas expectativas, calcadas na oração, não se estão cumprindo. Dá-se a explicação de que Deus sempre responde à oração, seja dizendo Sim, seja dizendo Não, ou substituindo o favor desejado por alguma outra coisa.
Ora, seria difícil inventar um artifício mais bonito que esse para salvar a situação do suplicante cujos pedidos foram negados por sua desobediência. Assim, quando uma oração não é respondida, ele só tem de sorrir vivamente e explicar: "Deus disse Não". Isso tudo é muito cómodo. Sua hesitante fé é salva de confusão e permite que sua consciência minta tranquilamente. Mas eu pergunto se isso é honesto.



Tuesday, October 27, 2009

Chove torrencialmente na Praia

Cai uma grande carga de água sobre a nossa Capital. Chove desde manhã de hoje, 27, mas nesta final da tarde as gotas rapicaram de tal forma que há águas a sapatear por todos os lados.

Ainda está tudo sereno e tranquilo, mas sabendo como é esta nossa cidade, é de se esperar, se a chuva não parar tão cedo, que aconteçam as poças de costume.
Em Santa Cruz, na ilha de Santiago, não deu nem para as escolas funcionarem. Estiveram fechadas como medida de precaução.
O tempo está muito fechado e carregado de nuvens pretas, porém, sem vento.
O nosso desejo é que tudo corra bem e que Deus nos dê o que podemos suportar.
Confiamos nele.

PS: A foto é da Vila de Pedra Badejo, esta tarde, dia 27, enviada pelo Rev. Samuel Santos



Renato Vargens contando as bênçãos de Cabo Verde - Parte I

Prezados irmãos,



Depois de 12 horas de viagem cheguei a Cabo Verde. O primeiro dia nesta nação foi extremamente abençoador. Encontrei neste país um povo amável, acolhedor e extremamente abençoado. A Igreja que me recebeu é uma comunidade cristã séria e comprometida com Deus e sua Palavra.
Ontem à noite, mesmo diante do cansaço e de uma forte chuva (para os caboverdianos a chuva é uma grande bênçao, visto que no país a estação das chuvas não é longa) havia uma grande multidão na Igreja do Nazareno no Bairro da Achada de Santo Antônio (foto ao lado) desejosa de ouvir a Palavra do Senhor. Depois de algumas canções ministradas pelo ministério de música da igreja local, foi-me dada a oportunidade expor as Escrituras. Durante aproximadamente 50 minutos diante de um auditório extremamente atento, preguei sobre a intervenção do Senhor na vida de Jairo e sua familia. ( Mc 5:21-25)
Ao final do culto, antes que convidasse as pessoas para um momento de oração, espontâneamente alguns irmãos saíram de seus lugares dirigindo-se ao púlpito, curvando seus corpos e almas Àquele que reina e vive eternamente.
Caro leitor, Há uma santa expectativa no meio do povo de Deus quanto aquilo que o Senhor fará em nosso meio. Minha oração é que o Todo-poderoso possa abençoar nossos irmãos caboverdianos através de sua Palavra e presença.
Ressalto que o povo de Cabo Verde é comunicativo e extremamente simpático. No entanto, entender o crioulo (um dos idiomas locais) não é fácil, contudo, tenho esperança que até o final de minha estadia neste amável país, consiga falar e entender algumas palavras.
Hoje à noite volto a Igreja do Nazareno onde continuarei a pregar o Evangelho da Salvação eterna.

A despedida vai em Crioulo,
"ora akeli ki é puderoso pa fazi infinitamente mâs do ki tudu ki nu ta pidi y nu ta pensa conforme sê puder ki ta opera na nós a el seja glória na igrexa em Cristu Jizus pa século e século amém."

Fonte: Blog do pastor Renato Vargens

Vigília de Oração em Figueira Pavão



A igreja do nazareno em Figueira Pavão, ilha do Fogo, sob a liderança do Pastor Ezequiel Borges, teve um tempo especial de oração na passada sexta-feira, dia 23, no Monte Baluarte, nos arredores de Estância Roque. A vigília que teve a participação de 54 pessoas decorreu das 22h até às 5h de manhã. Essa iniciativa sui geniris teve a correspondência do povo de Deus daquela localidade e Figueira Pavão que já entendeu que a Oração faz mover montanhas. Talvez por isso se tenha escolhido o Monte Baluarte, bem perto do vulcão.


Todos precisamos ir aos nossos montes pedir a Deus em oração que remova as montanhas que espreitam barrar-nos o caminho.

O repto já foi lançado. Subamos todos ao Monte porque vem aí o Vale.

Esther Affonso grava CD

Esther teve o seu primeiro contato com a música no ventre da sua mãe. Período em que seus pais faziam parte da MPC - Mocidade Para Cristo. Foi nesse momento que sua mãe grávida se preparava para gravar o 1º disco, ainda vinil, do Quarteto Vida. Foram horas de preparação, e depois com 9 meses de gestação sua mãe enfrentou uma maratona no estúdio COMEV em São Paulo. Foi assim, já pronta para vir ao mundo, que Esther ouvia e participava inconscientemente da sua primeira gravação.

Desde pequena Esther vem mostrando intimidade com a música. Certamente sempre gostou de cantar, e já com aproximadamente 10 anos fazia parte de um coral da Igreja Metodista em Juiz de Fora/MG e fazia duetos com a sua mãe em algumas igrejas. Figura conhecida nos acampamentos de Mocidade Para Cristo em Belo Horizonte/MG, teve várias participações em solos e ministrações. Em 2008 foi desafiada a uma viagem missionária para Cabo Verde na África, que era um sonho acalentado desde os seus 12 anos. O despertamento missionário nasceu muito cedo em seu coração, também graças a Mocidade Para Cristo e sua participação em King’s Kids, um dos ministérios da JOCUM
Depois de muitas andanças por parte do Brasil por causa do pai que é pastor da Igreja Presbiteriana, hoje mora em Juiz de Fora/MG e é membro ativo da igreja onde seu pai é pastor. Seu talento musical vem se ampliando a cada dia, chegando a reger o coral da igreja que se preparava para o período de Páscoa e Natal.
Tudo isso contribuiu para que Esther conhecesse muitas pessoas envolvidas com a música e não lhe faltaram incentivos para gravar um cd.
E foi no período em que morou em BH que conheceu o Thalles (2005) em uma das cantorias que fazíam na casa do Samuel Mizrahy, um amigo comum também músico. Thalles tem um estilo próprio, diferente, “não tem como não gostar do que ele faz”, diz. O conhecendo teve a certeza de que ele saberia exprimir o seu estilo, aquilo que realmente gostaria de cantar.
Na semana passada, 21 de outubro de 2009, Esther incentivada por Thalles a colocar o seu talento a serviço do reino, disse: “Eu vejo a mão de Deus movendo sobre minha vida e usando você nesse momento pra aquilo que Deus quer realizar.” O cantor Thalles Roberto a encorajou e se colocou a disposição no projeto de gravação do seu primeiro CD.
Segundo Thalles, “Esther é uma pessoa especial e com muita musicalidade a oferecer. É coisa de primeira, sendo raridade nesses últimos anos.”
Com entusiasmo, Esther afirma que esse momento é reflexo do relacionamento com Deus e fruto das suas experiências no campo missionário; certamente, tudo provem do favor de Deus.
Sobre seu momento, Esther apresenta o projeto com objetivo de firmar uma parceria com você. Considerando o custo de gravação e cópias do Cd, sozinha isso não seria possível. A proposta é te convidar a ser um canal de benção contribuindo em oração e ofertando para efetivação deste projeto.
Por tudo que aconteceu em sua vida Esther é grata por Mocidade Para Cristo (MPC), Igreja Presbiteriana do Brasil, Igreja Metodista do Brasil, Igreja do Nazareno, King´s Kids por terem exercido influência em sua vida e ministério.

Para contribuir, deposite sua oferta na conta:

Banco do Brasil
Esther Cardoso Affonso
Agência: 3205-0
Conta poupança: 20988-0
Variação: 01

Monday, October 26, 2009

A flor mais bela


Esta mensagem vai directa aos que estão na sombra. Nunca aparecem, os seus nomes são ignorados, nunca são mencionados ou medalhados. Vivem no anonimato a vida toda.

A sua honestidade não é valorizada. Vezes sem conta, é apoucada.

Porém, a flor mais bela é a da honestidade.

Para entender melhor, não deixe de ver a sugestão do quadro no seguinte link:

Um domingo diferente

Ontem, dia 25, domingo, como sempre, passámos o dia na casa e no trabalho do Senhor. Mais uma vez, a palavra foi ministrada e o povo correspondeu. Ate aqui, tudo bem.


O que nos chamou atenção neste ultimo final de semana é o facto de tantas famílias não terem podido estar na casa de Deus, em virtude da epidemia gripal que grassa o nosso já frágil aglomerado de Bela Vista.

Impressionante. Há várias casas em que, literalmente, todos estão de cama. Nao sabemos o que se passa em outros sitios, mas aqui a coisa não está para brincadeiras.

Há prejuízos em todos os sentidos. Estando doentes, não podem trabalhar. A economia nada famosa da família fica ainda mais débil.

Que esta praga passe rápido e que, tão rápido quanto possível, alguma coisa seja feita para eliminar os viveiros de mosquitos que, infelizmente, abundam em Bela Vista.

Gripe como este, dengue ou seja lá o que for, nunca mais.

S.O.S

MANÁ DA SEGUNDA


Resistindo ao Desânimo (Parte II)

No mês passado escrevi sobre um tema que, em um ou outro momento afeta a todos nós: o desânimo. Eu gostaria de abordar esse tema de novo, por um ângulo ligeiramente diferente.
Muitas são as coisas no trabalho que nos desanimam e impedem que completemos nossa missão de vida. Ao longo de anos, frequentemente fico imaginando se nosso pior inimigo é a procrastinação ou o desânimo. Se satanás não puder fazer que adiemos a busca pelo cumprimento de nossa missão, ele tentará nos levar a abandoná-la de uma vez por todas.

Por: Rick Warren

  



Operação Neemias - Santa Maria

O culto evengelístico deste domingo,25,  foi dedicado a Santo Antão em decorrência da Operação Neemias cuja oferta reverterá para a edificação do templo e moradia pastoral em Ponta do Sol.

À entrada pudemos encontar os nossos recepcionistas trajados a rigor à "moda de Santanton", a seguir aos quais havia uma exposição de produtos típicos da ilha.

Os nossos adolescentes dirigiram o louvor, entoando inclusive uma canção falando da ilha.
Houve tempo para declamação, coreografia e apresentação de imagens alusivas à Ponta do Sol e outras belas paisagens características da ilha das montanhas.
Após a intervenção do Pst Clayton exortando os crentes a ofertar com amor e frisando a importância da construção de um espaço próprio, a Igreja do Nazareno de Ponta do Sol, foi a vez da irmã Noemi Freitas, uma nativa de Santo Antão, intervir falando um pouco da história, geografia, assim como da chegada do evangelho na ilha, que cedo aconteceu, graças ao nosso bom Deus e que tem vindo a crescer a cada dia.
Para finalizar os irmãos entregaram as suas ofertas seguido de breves palavras do pastor.
Resumido, foi um culto diferente, verdadeiramente interessante, com a presença do Espírito Santo, o qual nos deu a certeza que a nossa humilde contribuição se multiplicará e brevemente poderemos contar com a nossa igreja em Ponta do Sol, ganhando mais almas santantonences, e não só, para Cristo.

Fonte: blog de Santa Maria

Saturday, October 24, 2009

Adoradas guerreiras

glittersDedico este lindo poema de Machado de Assis a todas, como forma a manifestar todo o meu amor e carinho. Que possam substituir  "amigos" por "irmãs".
 
"Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!


Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!


Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!


Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!


Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!


Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!"


Obrigada por serem as rosas do meu espinho.
Graça e Paz


Edna Timas

Friday, October 23, 2009

Mark Louw é interinamente Coordenador de Educação em África



O nosso conhecido irmão, Rev. Mark Louw, director sub-regional de África Ocidental onde se situa o distrito de Cabo Verde, foi nomeado interinamente como coordenador de educação na região de África. Ele continuará a residir em Dakar, Senegal, segundo uma nota já publicada.

A sua posse está marcada para o próximo dia 1 de Novembro. A sua comissão à frente deste importante sector termina em 1 de Março de 2011.

De recordar que ele foi ordenado presbítero na igreja do nazareno em 1997 e nomeado como missionário dois anos depois, em 1999. Antes de ser nomeado missionário em África, Mark Louw desempenhou os cargos de: pastor titular, pastor adjunto e pastor de jovens em igrejas de Califórnia, EUA.

Lombianinho – Novo livro de Sabino Évora

Lombianinho é o título da mais recente obra do nosso irmão, Sr. Sabino Évora, irmão do Rev. Gilberto Évora, Superintendente Distrital emérito, que vai ser dado à estampa hoje à tarde, 23, em Mindelo.

Depois da sua estreia com Fernandinho, o pai de Moisés Évora e um dos membros mais antigos da igreja do nazareno em Espargos, nos brinda agora com Lombianinho, curiosamente sempre no diminutivo como sinal de muito carinho.
Este livro conta em pormenor a história da sua adolescência em Mindelo, cidade onde nasceu e cresceu até à sua adolescência, tendo-a trocado, anos mais tarde, com o seu cantinho de eleição – a ilha do Sal.
O Sr. Sabino que está bem rijo e a vender saúde promete não parar. Ele não sabe estar parado. Sempre a fazer alguma coisa, dinâmico. A ele se encaixa perfeitamente a Biografia de um Crioulo do saudoso Manuel D´Novas.
Deus abençoe o nosso irmão, Sr. Sabino Évora.

D. Margarida Barbosa voa hoje para os EUA



A nossa querida D. Guidinha, esposa do Rev. António Marcelino Barbosa Vasconcelos, via hoje, 23, para os EUA.

Ela que está um pouco enfastiada do nosso calor tropical vai, por algumas semanas, apreciar o frio polar dos States. Esta saltada é, particularmente, para matar as muitas saudades dos filhos e netos que, segundo ela, são muitas.
Desejamos boa viagem à nossa irmã D. Margarida Barbosa.

ORAÇÃO DE UM SEMINARISTA



Senhor meu Deus, escutei a Tua voz e tive medo. Chamaste-me a uma tarefa solene, aprouve-te honrar-me, chamando-me para ser Teu servo, a responsabilidade é Tua, não minha, pois disseste: “Conheci-te, consagrei-te, santifiquei-te, agora vá a todos a quem eu te enviar, e fala tudo aquilo que eu te ordenar” e me disseste para não temer porque o Senhor capacita aqueles que escolhe, por isso, a decisão não é minha, mas tua, entrego-me a Ti, cumpra-se a Tua vontade e não a minha.

Apreendi dos profetas e dos apóstolos que, enquanto Te honrarmos, Tu nos honrarás; ajuda-me a fazer este voto solene de Te honrar em toda a minha vida e trabalhos futuros, quer ganhando quer perdendo, na vida ou na morte; desejo manter intacto esse voto enquanto viver.
Imploro-te que me dês olhos bem abertos para descobrir a presença do inimigo; que eu tenha a compreensão para distinguir entre o falso e o verdadeiro amigo.
Dá-me visão para ver e coragem para declarar fielmente o que vejo; torna a minha voz tão parecida com a Tua que até as ovelhas doentes a reconheçam e Te sigam. Aproximo de Ti em busca de preparação espiritual, obrigado porque eu sei que, onde eu estou hoje, é a tua vontade; põe a tua mão, Senhor, sobre mim; unge-me com óleo do profeta; Não permita que eu me transforme num religioso e perca assim a minha vocação profética, salve-me da maldição que paira, de forma sombria, sobre os profetas deste século – a maldição da transigência, da imitação e do profissionalismo; ajuda-me a lembrar sempre de que sou profeta, e não um animador, não um gerente religioso, mas um profeta; Cura-me das ambições carnais e livra-me de gastar o tempo, entretendo-me com coisas fúteis.
Ó Deus, leva-me para o lugar de oração onde eu possa lutar e vencer. Ensina-me a auto-disciplina para que eu possa ser um bom soldado de Jesus Cristo.
Senhor, meu Deus, consagro-te o resto dos meus dias, sejam eles muitos ou poucos. Possa eu ministrar sempre, quer seja entre os grandes, quer seja aos pobres e humildes. Essa escolha não é minha. Sou Teu servo e quero estar no centro da Tua vontade, e é mais doce para mim do que a posição ou as riquezas, ou a fama... Por eu ter sido escolhido por Ti; não me deixes esquecer que não passo de um homem de pó e cinza, com todos os defeitos e paixões naturais que atormenta a humanidade; rogo-te, Senhor, Redentor meu, que me salves de mim próprio e de todo o mal que puder fazer a mim mesmo; ajuda-me a ser bênção para os outros, enche-me do Teu poder, pelo Espírito Santo, e caminharei na tua força para proclamar somente a tua justiça e anunciar a mensagem do Teu Amor.
Em nome de Jesus Cristo, amém!!!

Yalmer Semedo

Thursday, October 22, 2009

Jovens de São Filipe caminham 36 km a pé



No passado sábado, dia 17 de Outubro, os jovens da igreja do nazareno em São Filipe, Fogo, fizeram uma caminhada de 36 km (ida e volta). Com a presidente Solange Ribeiro a mostrar o caminho, os jovens, de mochilas às costas e com cantil de água e tudo, arrancaram de São Filipe, às 6h da manhã, rumo a Salinas, em São Jorge. A ida demorou 4 longas horas entre subidas e descidas. Com a chegada às 10h e depois de um gole de água, tomaram o café com pães e um pouco de refogado que levaram da cidade.

Como o povo do Fogo é generoso, os jovens de Bila não voltaram sem antes nhamerem algumas espigas de milho verde, umas assadas e outras fervidas.
Quando as badaladas assinalaram 18h, a Solange levou o apito à boca para a ordem de regresso. Começou a descida para Outra Banda, depois Galinheiro e Ponta Verde em diante.
Em Almada e João Pinto, de onde se pode avistar perfeitamente a imponente Aguadinha como que a exibir a sua arquitectura, alguns já estavam com as pernas a reclamar.
A chegada foi às 21h. Cansados? Sim! Mas realizados.
No Fogo é assim. Lá não se troca dizer com fazer. A Solange prometeu e cumpriu.
Deus abençoe os jovens de São Filipe.

CARAVANA POR CRISTO



Uma noite na minha cama, às 4 h da manhã, o Senhor falou ao meu coração “É preciso fazer algo para que a Igreja vá para o Povo”. Como Senhor? Respondi eu. É verdade que antes tínhamos arredores e depois da minha chegada havia alguns que depois desapareceram. A Igreja cresceu, mas eu não estava satisfeito. Não é porque a Igreja cresceu com as pessoas que vinham antes e que deixaram de vir, depois voltaram. A razão só Deus sabe. No entanto, eu compreendi que a Igreja está acostumado aos quatro paredes. Orei ao Senhor: dá-me possibilidades, meios e sabedoria para fazer com que a minha Igreja saia fora dos 4 muros e falar de Deus e seu Amor em todas as povoações da Brava. Visitas?
Sim, fazemos visitas. Mas para mim não são suficientes. E Deus me mostrou que não são suficientes. Ele me disse: a Igreja tem que cumprir a minha ordem – IDE... e voltou a dizer: vai com o que tens nas mãos. Graças ao Senhor, Ele me deu muitos bens, para a Sua Glória. Ele permitiu que eu comprasse aparelhos de som e projecção. Consegui trazer comigo de França, tendas com quartos para camping. Não sei a razão porque as trouxe, pois eu mesmo achei que não iam servir. Deus me deu a possibilidade de comprar um TOYOTA CROSS, enfim, grandes bênçãos. Para o meu uso pessoal? NÃO. Para a Obra e a Glória de Deus aqui na minha Terra com o meu Povo, depois de quase 40 anos em França.
E graças a Deus, louvo o Seu Nome por me ter dado o privilégio de ser Pastor na Ilha da Brava, a nossa conhecida Ilha das Flores. Durante o meu ministério aqui, eu vi a grande necessidade e muita miséria espiritual. Eu compreendi que, se a Igreja não fizer nada, então o diabo vai tomar conta do terreno. Há festas durante todo o ano. Festa de S. João (San Djon) S. Paulo, S. Paulinho, Sta. Barbara e outros santos mais. Em muitas dessas festas há práticas ocultas, idolatria, muita paródia (álcool), uma miséria autêntica.

Nessa noite em que Deus me falou, eu disse para mim mesmo: Vou obedecer porque o povo precisa sair do cativeiro oculto. Então eu recebi no meu espírito esta mensagem: “ Põe-te em pé dentro da Igreja e chame jovens, adultos e adolescentes. Precisam sair lá fora para que todos possam ouvir a Palavra de Deus e a riqueza do seu grande Amor. E uma frase me veio ao espírito: “ CARAVANA POR CRISTO”.
Apresentei isto à Igreja, orei e fiz apelo a jovens e adultos, e muitos se alistaram. Glória ao Senhor. Assim a “Caravana por Cristo” nasceu.
Esta Caravana não vai ficar circunscrito a um pequeno grupo. Vai ser amplificado com outros Jovens e Adultos da Igreja de Nova Sintra e Tomé Barraz afim de fazermos volta à Ilha Brava. Para estarmos devidamente preparados, já sensibilizei os alistados para um tempo de discipulado. A caravana estará presente numa região por 3 dias no terreno, fim-de-semana em tendas, visitando casas, orando com as famílias, vendo as suas necessidades espirituais, materiais, sociais e outras.
Começámos em Santa Barbara e posso vos dizer que foi uma grande bênção e experiência para mim, como Pastor, e também para os Jovens que compõem a equipa. As crianças, quando nos viram a armar as tendas, perguntavam: O que vai e o que está acontecendo? Depois passámos por várias casas, informando sobre o nosso trabalho. Todos ficaram contentes e alguns diziam: Deus nos visitou, estávamos a precisar. Uma criança veio para mim e disse-me “Nhòs trazenu ropas”? Eu disse que desta vez não, mas vamos pensar nisto. Havendo alguém que gostaria de nos ajudar com roupas, sapatos para crianças e materiais escolares, o Ministério de Compaixão da Igreja do nazareno em Nova Sintra, Brava, ficaria grato.
A projecção do Filme “ JESUS “ teve um grande impacto nas pessoas e também o filme testemunho “Com quem você vai “.
Passámos o domingo lá. De manhã, muitas pessoas, que não vão à Igreja, chegaram, e à tarde foi projectado o dito filme testemunho. O impacto foi tão grande que 40 pessoas se converteram. Essas pessoas nos pediram para ficarmos aqui na Santa Barbara, nós precisamos da Palavra de Deus, dizem eles.
Decidimos vir a Santa Barbara todos os domingos à tarde, pelas 14:30. Este horário foi escolhido por essas pessoas de Santa Barbara. O interesse é grande.
Já encontramos um espaço que Deus nos deu e é perfeito, bem situado e com uma renda de 2.500$00 por mês. Não tenho dúvidas. Vamos ter, pela primeira vez, uma Igreja do Nazareno em Santa Barbara. Gloria ao Senhor! Que o seu Nome seja Honrado e Exaltado.
Podem ver várias fotografias desses dias.
A próxima investida será em Braga. A caravana será por 3 dias. Orem por nós. Nós não pedimos ajuda a ninguém. Tudo veio de Deus. As pessoas nos receberam tão bem que ficamos emocionados e encorajados. Trouxeram-nos milho verde, pepino, queijo etc. Foi uma experiência inolvidável.
Na meditação do dia seguinte tive a resposta em II Pedro 1: 1-21.
Voltarei para contar as bênçãos da próxima saída.
A Deus toda a Glória! Amem!
  
Pastor Noel Alves
Brava

Wednesday, October 21, 2009

Ribeira Brava voltou a viver momentos difíceis


Chuvas diluvianas voltaram à Vila de Ribeira Brava, em São Nicolau.
Tudo aconteceu a partir da tarde de ontem, 20. Começou a chover por volta das 17h e só parou depois da 1h de madrugada de hoje. Horas a fio de chuva forte fez cair por terra todo o esforço de recuperação que estava a ser levado a cabo, desde as ultimas chuvas de Setembro. Felizmente, não houve perdas humanas, mas as materiais voltam a ser avultadas. O Sr. Fernando Santos reportava esta manhã para a RCV (Rádio de Cabo Verde) que populares munidos de enxadas e pás desentulhavam viaturas que, literalmente, ficaram soterradas no centro da Vila.
Casas comerciais como a da nossa irmã D. Celeste foram invadidas pelas muitas águas, ultrapassando mais de um metro de altura.
Por enquanto, já parou de chover, mas a Meteo prevê mais precipitação para o final do dia de hoje. Neste preciso momento (12:14) um habitante de Ribeira Brava nos disse, via telemóvel, que o céu está muito carregado e, é suposto que, com o cair da tarde, a chuva volte. Autoridades camarárias já estão a falar em catástrofe.
Que Deus tenha misericórdia de São Nicolau.
Oremos a favor desta ilha.

Tuesday, October 20, 2009

As loucuras de José Saramago e Mário Lúcio Sousa

Uma vez mais, a imprensa internacional deu-nos a conhecer a verdadeira face de um homem totalmente ultrapassado, mas que, infelizmente, ainda encontra algum espaço para espalhar o seu veneno. Refiro-me ao José Saramago. De cada vez que inventa uma história, tem de atacar Deus e a Bíblia. Para os que ainda não sabem e não conhecem este espantalho, melhor seria não conhecer, nem saber.
Em tudo isto, José Saramago esconde um grande sonho. Ele não tem tido a coragem de o confessar em publico, na linha do que a sua doutrina comunista ensina.
José Saramago nega Deus porque quer ser um deus. Para ele, deus é ele mesmo.
Lúcifer tinha esse mesmo sonho.
O que ele diz da Bíblia mostra que não é honesto. Este homem, autêntica encarnação de belzebu, não leu a Bíblia. Talvez tenha lido algum Manual que ele mesmo mandou fabricar, mas, Bíblia nunca leu.
Eu tenho muita pena de no passado ter perdido meu precioso tempo, lendo um ou outro livro que este miserável escreveu. Decidi retirar da minha estante os livros dele. Esgotou a minha paciência. Se ele tem a liberdade de escrever o que escreve, eu tenho a minha de dizer o que acho e o que não acho.
Aliás, liberdade é o que também não tem faltado ao meu patrício Mário Lúcio que, num exercício de pura loucura, resolve escrever o seu “Novíssimo Testamento” imaginando Jesus Cristo feminino. E recebe um prémio. Eis aqui a reacção dele: "Senti-me menino; como quem acaba de ganhar a competição de mijar mais longe. Nas ilhas é assim. Tudo o que é grande tem que ter a dimensão de pequeno, para poder caber dentro de nós. Ás vezes, isso é espiritualmente perverso, porém, a felicidade é assim mais humilde. Carlos de Oliveira, que eu não conhecia antes do prémio, ou apenas li e esqueci, é agora a dupla coroa que me engrandece, porque o prestígio dele é ouro, e o ouro neste caso é prestígio. Por isso sinto este prémio como uma distinção da literatura cabo-verdiana clandestina, essa que cochicha nas mãos dos imberbes. As ilhas produzem boas memórias. E quem teve a iniciativa de preservar memórias com esse prémio está a alimentar outras memórias. Eu, apenas lembro, para logo esquecer".
Este é o mundo de cabeça para baixo. Para ser artista é mister que se tenha uma trocha em cima da cabeça, vestir sempre de branco, dizer tudo ao contrário em nome de alguma coisa que querem chamar de arte. A arte é a inteligência no seu ponto mais alto. Não é loucura ou coisa parecida.
A última vez que me avistei com Mário Lúcio Sousa terá sido em Mindelo, há três anos. Dirigi-me a ele, cumprimentando-o, educadamente. Confesso que sempre gostei das músicas que ele interpreta, desde a sua passagem por sementeira ao seu último trabalho a solo, fora o videoclip em Chã das Caldeiras. Mas as últimas tiradas dele têm-me deixado muito desapontado. Tem tanta coisa que poderia reinventar ou sonhar, mas foi logo copiar o mais perigoso – José Saramago. Poderia, por exemplo, imaginar que o monte Graciosa virou numa planície onde vai ser construído o futuro aeroporto internacional, que a Capital do País foi transferida para a cidade de Monte Iria. Poderia falar do novíssimo Palácio Real “Nha Bibinha Cabral” mandado construir pelo Dom Mário Lúcio V, bisneto do escritor Mário Lúcio. Tanta coisa bem à mão, mas preferiu outro caminho. O de achar o que nunca deveria ter achado – Jesus Cristo, mulher.
Se alguém não o segurar, vai sair da linha mesmo.
Faço votos que volte o quanto antes a ser aquele musico que todos conhecemos e apreciamos. Mas, Mário Lúcio tem uma escolha a fazer: a de não inspirar em homens como José Saramago. Tem todo o tempo do mundo, e quem sabe, inclusive, para vir a escrever um outro livro a dizer que, afinal de contas, Jesus Cristo é o enviado de Deus para salvar os pecadores dos quais ele é o principal. No dia que fizer isso, é quase certo que não vai receber nenhum premio literário igual ao que recebeu, mas garanto que receberá um outro muito melhor e maior.
De José Saramago, como ele não é nada, não tenho mais nada a dizer. Quanto ao nosso Mário Lúcio, tenho esperanças que um dia mude de rumo. Jesus Cristo, homem, e não mulher, pode mudar a sua vida e dar-lhe um coração da cor das roupas que usa – branca.
Eu não sei se ele vai ler estas linhas. Se as ler, entenderá que, apesar das críticas, tem um amigo anónimo, cabo-verdiano como ele, que quer o seu melhor e deseja ardentemente ser seu irmão em Cristo.
Mário Lúcio, Deus te abençoe.

Por: José Heleno Gomes Pereira


Para Meditar

VERSÍCULO:


As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade.
-- Lamentações de Jeremias 3:22-23

PENSAMENTO:

O que lhe sustentou à noite? O que lhe fará passar por este dia?
O que lhe capacitará a atingir alvos e até mesmo ser bem sucedido
nos dias à frente? As misericórdias do SENHOR. Essas fontes
incríveis nunca se esgotam! Cada dia novo traz um estoque novo
delas. Deus é fiel em fazer com que a recebamos cada dia. Glória
seja dada a Deus por fazer nosso mundo novo e limpo a cada dia.

ORAÇÃO:

Obrigada, Santo Deus e Pai amoroso, por me sustentar durante a
noite , e por me prometer dias sem fim, ao final da minha jornada
de vida. Que o Senhor, meu Pai do céu, possa encontrar amor e
louvor nos meus lábios e no meu coração em todo o tempo. No nome de Jesus eu oro. Amém.

Novo logo da JNI de Cabo Verde


Chegou a Princesa Priscila Rocha



A mais nova herdeira do casal Rocha (Naty e Abrão) chegou anteontem, dia 18. Ela abriu os olhinhos pela primeira vez neste mundo, às 16:30, pesando 4.135 kgs.

A neta da D. Tátá de Assomada e a mãe Naty devem regressar à casa hoje, dia 20.
De recordar que os nossos irmãos Rocha vivem em Coimbra, Portugal, há alguns anos.
Deus abençoe a princesa Priscila bem como toda a família.


Monday, October 19, 2009

Faleceu a D. Cipriana Cardoso Pinheiro

Foi promovida à Glória, esta manhã, dia 19, às 8:30, no Hospital Dr. Agostinho Neto, cidade da Praia, a nossa querida irmã, D. Cipriana Cardoso Pinheiro,  mais conhecida por “Iaia”, natural da ilha do Maio, vítima de doença prolongada. O corpo foi transladado para a Vila do Porto Inglês por volta das 11h.
O funeral, que será presidido pelo Rev. Emanuel Soares, é amanhã, dia 20, pelas 9h am, a partir da igreja do nazareno do Maio.
Nesta hora de dor, enviamos um abraço de solidariedade e promessa das nossas orações à nossa irmã D. Ester Pinheiro, membro da igreja de Achadinha e filha da falecida. Aos interessados, publicamos o email e o móvel da D. Ester: esterpinheiro@hotmail.com/ movel: 9947712
A toda a família, as nossas sentidas condolências.


Ciclo de Conferências em ASA com o Dr. Renato Vargens



Como já havíamos anunciado, a nossa igreja em Achada Santo António vai realizar de 26 de Outubro a 1 de Novembro, um ciclo de conferências com o Dr. Renato Vargens. Falando com ele, hoje de manhã, 19, mostra-se bastante honrado por poder estar pela primeira vez em Africa e, particularmente, em Cabo Verde. A sua chegada à cidade da Praia está marcada para próxima segunda-feira.
O penúltimo dia, segundo a organização, está reservado aos jovens, tendo as juventudes partidárias (JPAI e JPD) sido convidadas, bem como a JNI distrital na pessoa do seu presidente. O local escolhido para o encontro com os jovens é a Assembleia Nacional.
O ministério de casais em ASA, presidido pelo irmão Dr. João Gomes, há muito que vinha preparando esta semana que, espera-se, seja de grande bênção.
O pastor titular da igreja, Rev. David Araújo, já fez chegar a todos os pastores de Santiago, via correio electrónico, o seguinte programa da semana:

1) Um milagre em minha casa – Dia 26
2) O que fazer diante da tragédia – Dia 27
3) Quando a Esperança Ressuscita – Dia 28
4) Começar de Novo – Dia 29
5) Famílias estruturadas, Igrejas saudáveis – Dia 30
6) Sua Família pode ser mais feliz – Dia 31
7) Construindo relacionamentos saudáveis e bem sucedidos na relação familiar. - 1 de Novembro
A Epistolaonline vai estar presente para depois informar, como sempre faz, com verdade, responsabilidade e excelência, o sucesso de mais uma bela iniciativa do ministério de casais de Achada.



Mana da Segunda - Sucesso: Sorte ou Trabalho Duro?

Mana da Segunda - Sucesso: Sorte ou Trabalho Duro?

Alguns conhecem a história do falecido Dave Thomas, fundador de uma bem-sucedida cadeia de restaurantes, que disse: “Parece que quanto mais duramente eu trabalho, mais sorte tenho”. Um
dos meus colunistas preferidos, Harvey Mackay, adota visão diferente: “Sorte? Não! Bom negócio. Assumir riscos, ser criativo e reagir prontamente ao mercado é o que prevalece sobre a sorte todos os dias. Fique certo disto.”
Será que foi sorte que transformou a Coca-Cola de um remédio insignificante contra dor de cabeça em uma bebida internacionalmente conhecida e líder de vendas? O conceito dos "jeans Levi’s" que passou a utilizar rebites em vez de botões, foi uma decisão de sorte em resposta à necessidade que os mineradores tinham?

Fonte: Maná da segunda

Sunday, October 18, 2009

Pastor artesão em entrevista



O Rev. Noel Alves, pastor em Nova Sintra, Brava, foi entrevistado no programa “Nós Guentis” na RCV (Rádio de Cabo Verde), hoje, dia 18. Eram 6 da manhã, quando o pastor Noel começou a expor os seus dotes de artista. A dado passo, afirmou que só a morte o fará afastar da arte.

Ficamos a saber que já esculpiu em madeira personalidades como Eugénio Tavares, Amílcar Cabral e Ildo Lobo. O quadro de Amilcar Cabral esculpido por este eximio pastor-artesão já se encontra exposto no Museu Martin Luther King em Nova York, EUA.
Disse também que está a ensinar arte a dois jovens bravenses que trabalham com ele na sua oficina.
Esta entrevista aconteceu hoje, 18, curiosamente, dia da cultura caboverdiaana.

WINDSURF: campeão do mundo diz que “Deus abençoou-me muito” durante a etapa da Alemanha

O campeão do mundo de Windsurf, Josh Angulo, afirma que o título conseguido na etapa da Alemanha é uma "vitória com muita sabura" para ele. O norte-americano naturalizado cabo-verdiano já chegou ao país, depois da sua brilhante prestação no mundial da modalidade em que conseguiu o seu segundo título pessoal.

Em declarações à TCV, Angulo reconheceu que o seu triunfo tem mão de Deus. "Deus abençoou-me muito", testemunhou. Por outro lado, enalteceu o carinho e confiança da sua esposa em mais esta etapa profissional.

Fonte: Expressodasilhas

Saturday, October 17, 2009

Dr. Durvil Ferro Rocha é aniversariante


O nosso amado irmão, Dr. Durvil faz anos amanhã, dia 18. Ele é brasileiro de origem judaica, pastor e professor no nosso Seminário Teológico em Campinas.

Nesta data querida, desejamos um feliz aniversário a este grande amigo de Cabo Verde.
Que Deus possa conceder-lhe vida longa para visitar-nos muitas outras vezes e, quem sabe, vir um dia de vez.

Feliz aniversario.

Violência Doméstica contra mulheres - triste quadro sem tempo para acabar.

Elas são Marias, Lúcias, Helenas, Carolinas, Cássias... Pertencem a diferentes classes sociais, níveis intelectuais, actividades profissionais, cores e raças...

Em comum têm apenas uma coisa: foram ou são agredidas por seus maridos ou namorados, pais ou padrastos de seus filhos... Escolheram esses homens para compartilhar a vida, formar uma família, dividir alegrias e tristezas, lutar com eles por uma vida melhor... Acreditaram que o amor que sentiam e dedicavam a eles os ajudariam a mudar... A cada dia, após uma briga ou agressão, um pedido de desculpas e a promessa de que aquilo não mais aconteceria, reacendia a esperança... Até o dia em que descobrem que as esperanças foram jogadas ao vento... O cenário interno é de pós-guerra... Não há mais nada, a não ser um sentimento de destruição, medo, vergonha, marcas irreversíveis no corpo e na alma e uma dor profunda, que leva tempo, muito tempo para acabar... Isso sem falar nas que morreram, vítimas das agressões e nos filhos que ficaram sem mães e pais que ficaram sem suas filhas...
Infelizmente os jornais quase que diariamente dão esse tipo de notícia. E muitos de nós ouvimos e pouco nos comovemos ou paramos para pensar na gravidade do assunto.
Por mais terrível que pareça, ainda hoje não é raro ouvirmos algumas pessoas dizendo que as mulheres gostam de apanhar, ou provocam seus maridos e por isso são tratadas dessa forma ou ainda que merecem apanhar, pois não fazem nada para mudar essa situação.
Esse deboche é tão agressivo quanto a atitude agressiva desses homens para com suas mulheres. Comentários desse tipo deveriam, sim, nos causar indignação, pois revelam ignorância e insensibilidade frente a uma terrível dor.
Outra forma de agressão é o pouco investimento em recursos para o amparo dessas mulheres, tais como abrigos, acompanhamento psicológico para toda a família, agilização dos processos, etc.
E como se tudo isso não bastasse, a agressão masculina dirigida às suas companheiras é banalizada, pois costuma ser vista como "briga de casal" e segundo o ditado popular, "em briga de marido e mulher não se mete a colher". Aqui estamos diante de uma terrível distorção, pois agressão física ou verbal, palavras de baixo calão e situação de humilhação são casos de polícia e, por vezes, de saúde pública e quem os presenciar deve se meter sim!
É natural que existam brigas e conflitos em todas as relações. O que não é natural é quando apenas uma das partes exerce seu poder de forma autoritária, impossibilitando o outro de exercer o seu direito de expressão. E é essa a dinâmica que se estabelece em casais cujas mulheres sofrem violência.
Em geral, o homem intimida a mulher através da força física e das ameaças de agressão aos filhos. As que dependem financeiramente de seus companheiros ainda se vêem reféns da ameaça de ver sua família passar por privações, caso reajam às atitudes violentas do marido.
Quando começam as agressões, a grande maioria das mulheres acredita se tratar de episódios isolados e quanto mais passiva for a sua atitude, quanto menos denunciar e mais esconder, mais frequentes e violentos eles costumam se tornar.
Pronto! Está estabelecida a relação de submissão, que vai minando a força da mulher, comprometendo sua auto-estima, de forma que, a cada agressão, menos reconheça sua própria força e suas capacidades para sair da situação em que se encontra. Atribui, cada vez mais, um imenso poder ao agressor e passa a ser acompanhada de um medo constante de falar, emitir opiniões, manifestar desejos ou sentimentos. Como também acha que pode controlar os destemperos do marido passa a evitar situações que acredita serem desencadeadoras de sua agressividade. Por exemplo, se ele gosta de silêncio, não deixa as crianças fazerem barulho; se reclama da bagunça da casa, procura manter tudo em ordem; se não sabe esperar, atende de pronto os seus pedidos e assim por diante.
Como resultado, recolhe-se e esconde as agressões sofridas, não apenas em função do medo, mas, especialmente pela vergonha que sente por ser agredida. E acaba por viver de forma muito solitária todo esse horror.
Contudo, fico me perguntando: Quem deve ter vergonha? A mulher que foi agredida, ou o homem que covardemente impõe à sua mulher e filhos um clima de terror? Certamente ele deveria se envergonhar e reflectir sobre suas atitudes, pois dessa forma poderia buscar ajuda e compreender o que o leva a agir dessa maneira.
Gostaria aqui de fazer um parêntese para rapidamente dirigir o olhar para a questão do masculino.
Certamente, não há justificativa para tais atitudes, entretanto alguns pontos devem ser levados em conta. O agressor também é vítima de si mesmo, uma vez que não consegue controlar sua agressividade, não sabe o que fazer com suas emoções, fragilidades e frustrações (inevitáveis na vida de qualquer um de nós). Em geral agridem, porque não acessam os reais sentimentos vividos em determinadas situações, então, reagem agressivamente. Muitos aprenderam que, para exercer sua masculinidade devem ser brutos e autoritários, mas no fundo, toda essa arrogância e prepotência podem estar a serviço de esconder, em seus recônditos mais profundos, dores, inseguranças, humilhações vividas, maus-tratos...
O homem que agride também precisa de ajuda e acompanhamento. Em primeiro lugar, porque representa um perigo real para os que estão ao seu redor, principalmente para a sua família e mais especificamente para a companheira. E segundo, mas não menos importante, pela necessidade de olhar para si mesmo e buscar o caminho do crescimento. Muitos desses homens acabam por ter uma vida infeliz ou acabam com a própria vida. Perdem a família, a mulher a quem amam, o amor e o respeito dos filhos e, em casos extremos, perdem sua liberdade, pois acabam presos por chegar às últimas consequências.
Bem, voltando às mulheres, é preciso que levem a sério os riscos que correm e busquem ajuda o mais rápido possível. Mulheres agredidas tendem a achar que não acontecerá nada pior e que a situação está sob controlo. Entretanto é preciso ter cuidado, pois essa é uma falsa impressão. Procurar todos os recursos, tais como a protecção de algum membro da família ou de amigos, buscar ajuda psicológica, orientação jurídica e assistência social pode ser a melhor saída.
Superar o medo e a vergonha é uma situação muito difícil, mas denunciar e expor a situação é a única saída possível para a grande maioria das mulheres nessa condição. Certamente, ao olharem para dentro de si mesmas, perceberão o esfacelameto de suas personalidade, mas é preciso acreditar que o tempo é um grande aliado para a reconstrução da vida e que todos os recursos necessários estão lá, dentro de si mesmas. Certamente, com ajuda psicoterapêutica será possível descobrir, antes de tudo, a imensa força que existe dentro de si, pois é preciso ser muito forte para suportar uma situação de violência.
Esse é, sem dúvida, o melhor caminho para que potenciais, qualidades, aspectos criativos, desejos, capacidade de tomar decisões e amor-próprio desabrochem e floresçam, possibilitando, assim, que o brilho do sorriso, o respeito e a liberdade voltem a fazer parte de suas vidas.
Um abraço enorme do vosso em Cristo, Jaílson Frederico

Por: Jaílson Frederico, (na foto) estudante do 3ºano de Psicologia Clínica em São Vicente  

Quem cuida do líder?



Solidão é problema comum na vida de pastores e líderes. É certo que eles sempre devem estar prontos para aconselhar, ajudar, afirmar e apoiar os outros, mas geralmente poucos se lembram que também são seres humanos com limitações, fraquezas, angústias e muita necessidade de apoio e de compreensão.

Alguns têm amigos para desabafar, mas a maioria receia abrir o coração e compartilhar fraquezas e dificuldades, com medo de serem usadas para falar mal deles e diminuir sua credibilidade. No entanto, um pastor solitário que não tem com quem se abrir corre muito mais perigo de vacilar ou ceder a uma tentação. A Bíblia diz que “melhor é serem dois”, e isso não se aplica unicamente ao casamento, ainda que na intimidade do lar pode e deve existir uma verdadeira fonte de apoio e encorajamento mútuo.

Por: Antonia Leonora van der Meer

Fonte: INSTITUTO JETRO




Hiace já está em Sal Rei



A viatura 0 km, marca toyota hiace, (na foto) comprada pela nossa igreja de Sal Rei, chegou à ilha das dunas na passada quarta-feira. A sua apresentação é amanhã, dia 18, no culto devocional, seguida de um tempo de comunhão.

A ilha de Boavista, terceira maior de Cabo Verde em Km2, já estava a precisar de uma viatura. Diga-se de passagem, um excelente investimento.

Deus abençoe a igreja de Sal Rei

Irmãos Brito Semedo


Esta foto mostra os nossos irmãos Brito Semedo (Ely e Gerson) com tenra idade. O Ely é casado com Ana Brito Semedo, tem 33 anos e vive actualmente em Conway, AR. O Gerson está comprometido com Andrea Johnson, conta com 29 anos e está a viver em Beccar, Argentina.

Ambos são muito bem educados e servem fielmente ao Senhor .
God bless you.



Friday, October 16, 2009

Ferramenta Para Produtividade


José Sergio M. Fortes* nasceu em Cabeça Carreira, S. Tiago. Foi batizado em Assomada, pelo Pr. Gilberto Évora e diplomado com distinção pelo Seminário Nazareno, tendo sido colega de Daniel Barros e Armando de Sá Nogueira. Formou-se em direito e administração de empresas e especializou-me em transportes. Depois, graduou-se em liderança internacional pelo Haggai Institute of Maui, é Mestrado em direito internacional e  Doutorando em ciência das religiões.
Pensar em segunda e em trabalho freqüentemente provoca idéias negativas, de sofrimento, estresse e insatisfação. A pergunta é: “Por que trabalho gera pouca alegria para a maioria das pessoas?” Há restaurantes famosos que até usam o slogan: “Graças a Deus, é sexta-feira”. Por que não: “Graças a Deus é segunda-feira?”
Associar trabalho a sofrimento e punição é um equívoco, talvez decorrente da idéia que, com a queda no Éden o trabalho se tornou maldição e, por isso, difícil e desagradável. Quando o primeiro casal deliberadamente se opôs ao plano de Deus e foi banido do Jardim, a terra é que se tornou maldita e o homem condenado a uma vida de dura labuta: “E ao homem declarou: ‘Visto que você deu ouvidos à sua mulher e comeu do fruto da árvore da qual Eu lhe ordenara que não comesse, maldita é a terra por sua causa; com sofrimento você se alimentará dela todos os dias da sua vida”(Gênesis 3.17).



Por: Por Sergio M. Fortes*

Thursday, October 15, 2009

Retiro de pastores nazarenos no Brasil

PS: Para ver fotos, clicar no link: http://picasaweb.google.pt/joseheleno67/RetiroNoBrasil?feat=directlink


Mais de três centenas de pastores nazarenos encontram-se reunidos em Poços de Caldas, Minas Gerais, para um retiro a nível nacional, sob o tema: PASTORES DO PRESENTE PREGANDO PODEROSAMENTE. O certame conta com as honrosas presenças do Superintendente Geral, Dr. Stan Toller, Dr. Jorge de Barros, Dr. Aguiar Valvassoura, Reverendos Christian Sarmiento e Pedro Paulo Matos.
Começou ontem, 14, e termina amanhã sexta-feira, 15, à hora do almoço.
Na manhã de ontem, primeiro dia do retiro, pregou o Dr. Jorge de Barros. O encontro está a servir também para lançar o Seminário Nazareno Online. Sobre este item, em particular, pelo grande interesse que encerra, voltaremos para os necessários esclarecimentos. Só para se ter um gostinho, o nosso Seminário Online, para começar, lançou de uma assentada seis livros, a saber: Doutrina de Santidade, Historia da Igreja do Nazareno, Introdução a Missão Urbana, Novo Testamento 2, Psicologia do Desenvolvimento Humano e Teologia Sistemática 1.
No final, tomarão posse as seguintes personalidades:
Coordenador Nacional de Ministérios: Geraldo Nunes Filho
MNI - MarcoS Vinicius
JNI - Adiel Teixeira
MEDD - Ramon Costa
Evangelismo - Alex Fonseca
Literatura - Marcos Lucas
Educação - Geraldo Nunes
Mulheres - Waner Nunes
Comunicação - Paulo Neto
Pastoral - Aguiar Valvassoura
Liderança - Flávio Valvassoura
A igreja do nazareno no Brasil está no bom caminho. Glória Deus

Nota: agradecimentos ao Dr. Geraldo Nunes e ao Pastor Bruno Brito pelas fotos.


LEVA-ME NOS TEUS BRAÇOS, SENHOR!

Leva-me nos Teus braços, Senhor
Quando o desassossego me aperta,
E o meu coração se entristece,
Porque Tu és o meu Senhor;
Não tenho outro bem além de Ti!
Leva-me nos Teus braços, Senhor
Quando as dores se multiplicam e me confundem,
E perco o horizonte, qual barco á deriva;
Porque Tu és o meu Piloto, o meu porto seguro
Da vida á barca até no céu entrar.
Leva-me nos Teus braços, Senhor
Quando o caminho parece longo, sem fim á vista,
Para que as minhas pegadas não vacilem;
Guarda-me como à menina do Teu olho,
Esconde-me à sombra das tuas asas,
Leva-me nos Teus braços, Senhor
Quando a carga parece pesada demais
Porque Tu és a minha rocha e a minha fortaleza;
Pelo que por amor do Teu nome, guia-me e encaminha-me.
Quão preciosa é, ó Deus, a tua benignidade
Leva-me nos Teus braços, Senhor
Até que tome alento e possa prosseguir
Porque eu sou pobre e necessitada
Mas Tu ó Senhor cuidas de mim; tu és o meu auxílio e o meu libertador; não Te detenhas, ó meu Deus.
Leva-me nos Teus braços, Senhor
Para que como o salmista possa eu dizer:
Porque Tu, Senhor, és o meu rochedo e o meu lugar forte,
E o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza,
Em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação,
E o meu alto refúgio.
FIM

Esther Spencer Lopes
Palmarejo, Outubro 2009.

Wednesday, October 14, 2009

EDUCAÇÃO QUE FUNCIONA.


A palavra educação está presente em quase todos os contextos e discursos e é usada a respeito de qualquer coisa. Ela é usada, inclusive, para elogiar, impressionar, punir, condenar, intimidar, julgar, ás vezes acusar. Todavia, o conteúdo do sentido que a palavra engloba, parece ter se tornado secundário ou simplesmente esquecido.
Uma coisa é certa e, como disse péguy em Oeuvres em prose completes (1992), quando uma palavra está em todos os lugares é porque a coisa que ela designa está em vias de desaparecimento.
Ora, infelizmente, como mostrei no meu livro Reflexões e posicionamentos (2009) não é apenas a palavra “educação” que deixou de ser entendida como a sua etimologia latina, por exemplo, indica: “e” = “para fora” + “ducere” = “conduzir ou trazer” que pode ser entendida simplesmente, como revelar o que está dentro. A própria prática educativa foi transformada, basicamente, numa arte de visar habilidades, obedecer e de impor aos outros o que eles devem “aprender”.
Sob essa prática, os homens apresentam comportamentos semelhantes aos “súditos” dos regimes totalitários como descreveu H. Arendt em Origens do totalitarismo (1989): funcionam, mas não pensam. Um exemplo emblemático descrito pela mesma autora em Eichmann em Jerusalem (1999), pode ser encontrado na pessoa de Eichmann: situar o saber nos métodos formais que se fecham em seus próprios procedimentos.
Clique Aqui para ler o texto integral

José João Neves Barbosa Vicente – josebvicente@bol.com.br
Filósofo, professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...