Sugestoes

Nao deixe de ler: Por cada 100 casamento, ha 70 divorcios &&&&& Epistolaonline deseja a todos Feliz Natal &&&&& Nao temas, estou contigo &&&&&

Thursday, October 29, 2009

Site da Igreja do Nazareno nos Açores

Hoje apresentamos o site da nossa Igreja na Região Autónoma dos Açores, Portugal. Aqui está: http://www.igrejadonazarenoacores.weebly.com/

A igreja começou a dar os seus primeiros nessas ilhas em 1984. A igreja açoriana tem, à semelhança de tantas outras paragens, a marca crioula. Actualmente, dois pastores cabo-verdianos trabalham nas congregações açorianas. Rev. Daniel de Barros, um dos nossos capitães de águas profundas, depois da tropa na então Metrópole, regressou à ilha de São Vicente nos finais dos anos 60 para concluir os estudos teológicos no Seminário Nazareno de Cabo Verde. Tarrafal de Santiago foi seu primeiro campo. Foi lá que começou a espalhar o que desde a tenra idade apreendeu com o seu pai, nosso saudoso e sempre lembrado apostolo dos pés sangrentos – Rev. Luciano de Barros. Antes de seguir a sina de todos os cabo-verdianos e emigrar para os Açores, pastoreou em Ribeira Brava e Praia. Se o perguntarmos quem mais o terá influenciado na vida, a resposta dele seria: meu pai. Foi com ele, com este herói da fé que aprendeu a pregar, a chorar, a compartilhar, a amar e a servir a Deus e aos homens. Daniel de Barros é um homem de Deus.

A servir também nos Açores, está o nosso colega e patrício, Rev. Pedro  Lopes Lima. Ele faz parte da nova geração de pastores formados em Cabo Verde. Em 1988, saiu em direcção aos Mosteiros, depois à ilha do Maio. Os irmãos e amigos mais próximos dele sempre viram neste filho de Porto Novo um homem sereno e de carácter impoluto. Enquanto viveu em Cabo Verde, é dos pastores que mais ligações tinha com o exterior através de rádios internacionais, jornais e revistas. Ele é também um conhecido amigo dos livros. Quando perguntamos as pessoas se conhecem o pastor Pedro Lopes, respondem: “Oh, ele é um homem manso”.
A igreja açoriana, em reconhecimento ao excelente trabalho desses dois santos homens de Deus e suas respectivas esposas, homenageou-os no passado dia 18 de Outubro, com um culto especial, onde não faltaram palavras de gratidão e amor.
Mas é também verdadeira, e perfeitamente aplicável neste caso, o provérbio que diz: “atrás de um grande homem, há sempre uma grande mulher”. As pessoas que foram ovelhas deste casal dizem que D. Milú nunca esteve atrás do Sr. Daniel, sempre esteve ao lado. Da D. Lena, apenas dizemos: “Tal filha, tal mãe”.
Deus abençoe esses dedicados servos e a sua igreja nos Açores

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...