Sugestoes

Nao deixe de ler: Por cada 100 casamento, ha 70 divorcios &&&&& Epistolaonline deseja a todos Feliz Natal &&&&& Nao temas, estou contigo &&&&&

Tuesday, September 23, 2008

O grande amor da minha vida - 16 anos no mesmo barco

- O grande amor da minha vida
Foi no dia 19 de Setembro de 1992, no Altar do Senhor que fizemos os votos de felicidades, de amor e de respeito em todas as circunstâncias da vida. Assim começamos a nossa viagem. A felicidade parecia não ter fim. Não faltava nem Paixão, nem Amor. A alegria era grande e a vontade de viajarmos juntos ainda era maior, porém, com alguma ansiedade, mas sempre confiando no Senhor pois o futuro a Ele pertence.
Depois de 2 anos, para completar a nossa felicidade, Deus nos presenteou com uma princesa – a Eveline – que veio enriquecer ainda mais o nosso lar. Mas essa felicidade não demorou muito tempo, pois, o nosso barco foi violentamente sacudido por uma enorme tempestade que quase naufragámos. Felizmente Deus esteve no comando. Depois de 7 meses, conseguimos recuperar e continuar a caminhada. As dificuldades apareceram de múltiplas formas e em todas as frentes, mas dou graças a Deus pelo MARIDO que me deu. Posso testemunhar, pois vi com meus olhos e vivi essas situações. Sempre que a agua entrava, o desânimo tomava conta de mim, cheguei até a pensar em cruzar os braços, mas ele, o meu MARIDO, com muita paciência tira as águas. Quando o tempo se escurecia, o meu coração se entristecia, lá vinha ele com o seu sermão: Hebreus Cap. 11:8 – 10 “Pela Fé, Abraão sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. Pela fé, habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus.”
No final do sermão, chegava até a fazer apelos para o altar como se estivéssemos na igreja. E o hino de apelo era o nº 446 dos nossos hinários “Louvor e Adoração” -“Posso ouvir a voz de Cristo convidando-me a segui-lo.”
Depois, as serenatas. Cantava: cretxeu mas sabi e quel que di meu, el e qui e txabi qui ta abri nha céu... e misturava com a leitura do Manual: Quer na doença, quer com saúde, quer na bonança, quer na pobreza... e terminava com declarações de amor e muito humor. Fazia clima quando não tinha clima nenhum. Fazia-me esquecer as dificuldades.
Ele é um homem generoso principalmente com crianças. Quantas vezes, tirou o pouco que tínhamos para satisfazer os que não tinham nada.
Nunca falei dele. Hoje é a minha vez. Apesar de ser um pouco tímida, hoje estou a lutar com esta timidez para tentar fazer um retrato do meu MARIDO e descrever esses 16 anos casada com ele. Eu posso dizer com toda a certeza: Eu amo o meu MARIDO e sei que sou amada por ele.
Depois da tempestade vem a bonança. Quando ninguém acreditava que pudéssemos voltar a ter filhos, ele pediu a Deus um filho macho. Deus respondeu com a vinda do Eliseu. A nossa vida tem dado tantas voltas mas, em todas, Deus nunca deixou de estar presente no nosso lar.
Hoje, resolvi abrir o meu coração só para dizer: eu amo o meu MARIDO.
O segredo de ainda estarmos no mesmo barco é porque Deus começou a viagem connosco e continuará sempre no leme.
Louvado seja Deus!

Sara Pereira

PS: clicando no título vai ouvir uma linda canção que dediquei ao José Heleno

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...